Lideranças sindicais da UGT do Norte do País discutem imigração dos venezuelanos e elaboraram propostas

Dirigentes sindicais da União Geral dos Trabalhadores (UGT) dos estados de Roraima, Amazonas, Pará e Maranhã estiveram reunidos nos dias 11 e 12 deste mês no seminário “Por um Brasil Sem Fronteiras e Sem Xenofobia – Migar, resistir, construir e transformar”, realizado em Boa Vista (RR), no Uiramutan Palace Hotel.

O evento foi organizado pela UGT Nacional, Solidarity Center-AFL-CIO e CDHIC, com apoio da UGT Roraima, e discutiu a migração de venezuelanos para o Brasil. Boa Vista foi escolhida como sede do seminário porque é pela capital roraimense que os imigrantes venezuelanos acessam o território brasileiro.

De acordo com dados oficiais do governo de Roraima, pelo menos 25 mil pessoas vindas da Venezuela estão em solo roraimense e abrigados em 14 locais diferentes de Boa Vista.

O presidente da UGT-AM, Antonio Mardonio, disse durante sua palestra que pelo menos 400 venezuelanos chegaram a Manaus, capital do Amazonas, nos últimos cinco anos.

“Os venezuelanos encontraram muitas dificuldades desde sua saída da Venezuela até chegar em Manaus, onde receberam apoio da Cáritas Arquidiocesana, governo do Amazonas e Prefeitura de Manaus”, afirmou.

Os representantes do Para e do Maranhão, Ivan Duarte e Weber Marques, respectivamente presidentes das UGTs desses estados, também falaram das dificuldades encontradas no acolhimento dos migrantes.

Os participantes do Seminário tiveram a oportunidade de ver in loco a situação em que vivem as famílias que fugiram do regime ditatorial de Nicolas Maduro. Dois abrigos foram visitados na cidade de Boa Vista, deixando impressionados os sindicalistas, principalmente ao constatarem que centenas de outros venezuelanos estavam no entorno dos abrigos esperando conseguir um lugar para se alojar.

Um plano de ação foi elaborado pelos participantes do seminário com as seguintes propostas: realização de cursos de português, elaboração de um dossiê para ser entregue aos candidatos a presidente e governador, parcerias com entidades sindicais da Venezuela, entre outras, alem da produção de um vídeo em língua nativa dos venezuelanos sobre direitos trabalhistas.

13062018001A

Assessoria de Imprensa UGT-AM

Entre em Contato

Fale Conosco

Fale com o Presidente

UGT Amazonas
Endereço: Av. Tarumã, 779 - Centro, Manaus - AM, 69025-040
Telefone:(92) 3084-4029